24 / 04 / 24

Desenrola para pequenos negócios em AL beneficia mais de 216 mil empresas

152.099 MEIs, 52.622 microempresas e 11.368 pequenas empresas podem participar do Programa Acredita

FOTO: Ailton Cruz

FONTE: Gazeta de Alagoas

Repórter: Hebert Borges | Fotografia: Ailton Cruz

 

Empresas endividadas terão a oportunidade de regularizar seus débitos e ter acesso a crédito, por meio de um nova iniciativa do governo federal. Lançado ontem (22), o Programa Acredita pode beneficiar 216.089 microempreendedores Individuais (MEIs), microempresas e empresas de pequeno em Alagoas.

O estado é o 3° do Nordeste com menos empresas endividadas aptas a negociar. A Bahia é o estado nordestino com mais empresas, 1.190.515. Em todo o país, são mais de 15,6 milhões de MEIs, dos quais 152 mil estão registrados em Alagoas. Desse universo alagoano, 83,5 mil são comandados por homens (55%) e 68,5 mil (45%) por mulheres. O estado também demonstra potencial no setor das microempresas, com 52,6 mil unidades desse tipo de negócio entre os mais de 6,69 milhões registrados no Brasil.

Por último, o setor de empresas de pequeno porte em Alagoas tem hoje 11.368 registros entre os mais de 1,21 milhão em todo o país que poderão ampliar o acesso a crédito por meio do Acredita.

Entre as metas da iniciativa estão criar condições para ampliar o acesso a crédito, renegociar dívidas e garantir mais apoio a esses três setores da economia. “Não tem nada mais imprescindível para uma sociedade, qualquer que seja ela, se desenvolver, se ela não tiver condições de ter oportunidade e se não tiver crédito. Nós estamos criando as condições para que, independentemente da quantidade, da origem social, do tamanho dos negócios, as pessoas tenham o direito de ter acesso ao sistema financeiro e pegar um crédito”, afirmou o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante o evento de lançamento do programa, no Palácio do Planalto.

24 / 04 / 24