22 de fevereiro de 2021

Fecomércio AL retoma consultoria em Comércio Exterior com trinta novas empresas

Empresas receberão orientações e acompanhamento por quatro meses para se qualificar aos procedimentos de negociação do mercado de importação

Em reunião com empresários nesta segunda-feira (22), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio AL) oficializou a retomada da Consultoria em Comércio Exterior. Para o primeiro semestre de 2021, pelo menos mais trinta empresas serão beneficiadas com a qualificação em procedimentos de negociação do mercado de importação. Com o início do novo ciclo, a entidade se aproxima da marca de cem empresas cadastradas.

“O projeto é de suma importância porque abre um leque de possibilidades para fortalecer as empresas”, observou o presidente da Fecomércio AL, Gilton Lima. De acordo com o consultor em Comércio Exterior da Federação, Luizandré Barreto, a consultoria consiste, basicamente, na habilitação das empresas, no desenvolvimento de fornecedores e no acompanhamento do processo. “É um modo de comprar diferente e você precisa entender as regras, mas não é um bicho de sete cabeças”, assegurou.

Para o empresário Claudio Humberto, da Natural Fit, que está começando a estudar as possibilidades desse mercado, saber que a consultoria é um serviço oferecido pela Fecomércio AL passa credibilidade. O comerciante acredita que o projeto é uma alternativa importante para o seu negócio. “Meu objetivo é buscar uma mudança de mercado, outros meios de compra, me atualizar e, principalmente, melhorar a rentabilidade”, ressaltou.

O empresário Marcelo Miranda, da Poly Sport, vislumbra a possibilidade de investir em outros produtos e confessa estar de olho no mercado chinês. “Nós somos pequenos, mas o Luizandré mostrou que existe mercado para todas as empresas. Nós temos concorrentes e se não nos ajustarmos a essa realidade ficaremos para trás”, observou. Miranda tem familiaridade com a qualidade dos serviços disponibilizados pelo Sistema Fecomércio/Sesc/Senac Alagoas. Sua decisão por aderir à consultoria foi baseada no histórico de benefícios trazidos para sua empresa e colaboradores pelas ações da entidade.

Para viabilizar cada vez mais alternativas em prol do desenvolvimento das empresas alagoanas, o presidente da Federação ressalta que, em se tratando de comércio exterior, a entidade tem investido em missões empresariais, a exemplo das realizadas para a China e para o Panamá, o que, por sua vez, oferece expansão das negociações e da rede de contatos. Outra medida relevante é a busca por parcerias, como a realizada com o Sebrae, que atua, por meio de convênio, junto com a Federação na promoção das consultorias de Comércio Exterior, e ainda a realizada com a Câmara de Negócios Internacionais de Alagoas (CNIA).

22 de fevereiro de 2021