13 de janeiro de 2021

Fecomércio AL e Fapeal discutem parceria para promover jovens empreendedores

Iniciativa tem o objetivo de amplificar alcance de programa voltado para geração de novas empresas em Alagoas

Montar o próprio negócio. Essa é uma ideia que povoa o imaginário de muitos alagoanos. Entretanto, os desafios que estão por trás da realização desse sonho acabam desestimulando potenciais empreendedores antes mesmo de algo ser colocado no papel. Com esse cenário em pauta, o Sistema Fecomércio/Sesc/Senac Alagoas e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) se reuniram nesta terça-feira (12), na sede da Fecomércio AL, para discutir uma parceria entre as instituições voltada para o incentivo à geração de novas empresas no estado.

A iniciativa tem como base o programa Centelha, que tem abrangência nacional, e, em Alagoas, conta com a execução da Fapeal. Com edital aberto em outubro de 2019, a sua primeira edição registrou o cadastro de 1.234 ideias no estado. Destas, 28 empresas foram selecionadas para serem acompanhadas com capacitações e consultoria.

Durante a reunião, o diretor-presidente interino da Fapeal, João Vicente, apresentou o programa Centelha ao Sistema Fecomércio/Sesc/Senac Alagoas e destacou o objetivo de expandir o seu alcance. A expectativa, segundo ele, é alcançar um público maior e, se possível, descobrir também novas ideias para o segmento do turismo. “Nós percebemos que há uma demanda represada. A gente só precisa publicizar”, ressalta.

Para a diretora regional do Senac Alagoas, Telma Ribeiro, além de ser muito importante para o estado, a iniciativa é uma grande oportunidade que se abre para o público da instituição, que trabalha com a capacitação profissional de jovens e adultos. “Temos alunos em vários segmentos. A gente atende um público de dez mil pessoas ao ano”, observa.

O presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac Alagoas, Gilton Lima, por sua vez, assegurou que sua gestão tem entre seus pilares unir forças e fazer parcerias. “Estamos de portas abertas para fazer essa integração”, destaca.

A reunião, que teve como motivação o incentivo ao empreendedorismo e à geração de empresas com perfil inovador em Alagoas, pauta que a Federação vem trabalhando desde o ano passado com a criação das Câmaras Empresariais, contou ainda com as presenças do superintendente, do assessor econômico e da assessora parlamentar da Fecomércio AL, Allan Souza, Victor Hortencio e Cláudia Pessôa, respectivamente, da diretora em exercício de Programas Sociais do Sesc, Janaína Valença, do presidente do Conselho Fiscal da Federação, Manoel Baia, e do presidente do Sincofarma Alagoas, José Antonio Vieira.

PROGRAMA CENTELHA

A nível nacional, o programa Centelha, que busca o fortalecimento do ecossistema de inovação, com o investimento na geração de startups, e tem como público alvo pessoas físicas e empresas recém-criadas, com até doze meses, é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), operada pela Fundação CERTI.

13 de janeiro de 2021