15 de janeiro de 2021

Fecomércio AL articula parceria para fortalecer turismo em Maceió

Secretário de turismo da capital alagoana ressaltou que gestão municipal precisa andar de mãos dadas com instituições como a Fecomércio AL

Ecossistema de inovação. É essa a proposta que a nova gestão municipal pretende promover no segmento do turismo em Maceió. A iniciativa foi discutida em reunião com o Sistema Fecomércio/Sesc/Senac Alagoas e o secretário de Turismo, Esporte e Lazer de Maceió, Ricardo Santa Ritta, nesta terça-feira (12), na sede da Fecomércio AL.

Durante o encontro, o presidente da Fecomércio AL destacou que é preciso dar um pouco mais de atenção para o Comércio, dada a importância do setor para a capital alagoana. Para se ter uma ideia, de acordo com apresentação realizada pelo assessor econômico da Federação, Victor Hortencio, cerca de 80% dos empregos formais estão no segmento de comércio e serviços.

Diante desse cenário, o secretário sinalizou que a nova gestão municipal entende que muita coisa precisa ser revista. “A gente precisa andar de mãos dadas. O código tributário, por exemplo, é de 2017. Está defasado. A gente tem que repensar. Simplificar”, observou.

Em se tratando do segmento do turismo, Santa Ritta afirmou que a ideia de sua pasta é desenvolver um ecossistema de inovação de startups voltadas para o setor, que vem apresentando uma forte demanda ano após ano. “Só no litoral norte, com o desenvolvimento da região, foi registrado um aumento na população de 26 mil para 48 mil habitantes”, lembrou.

Nesse contexto, o assessor econômico da Fecomércio AL destacou a relevância de uma parceria mais estreita com a secretaria. Para Hortencio, o cruzamento da coleta de dados pode gerar um diagnóstico mais assertivo, com geração de dados com potencial de subsidiar significativamente o segmento do turismo.

Santa Ritta ressaltou ainda que a estrutura do Sesc e os cursos a baixo custo oferecidos pelo Senac, além das relações internacionais trazidas pela Fecomércio AL, com destaque para a criação da Câmara de Comércio e Turismo Brasil Argentina (de acordo com o secretário, cerca de 60% dos turistas que circularam em Maceió em 2019 eram argentinos), demonstram a importância do Sistema para o desenvolvimento do estado.

“Tem muita coisa para se trabalhar. E nós temos três casas que podem auxiliar o Município. Estamos aqui para unir forças e temos muito a oferecer”, assegurou o presidente da Federação.

A reunião, que sinalizou uma aproximação maior entre as gestões, contou ainda com as presenças do superintendente e da assessora parlamentar da Fecomércio AL, Allan Souza e Cláudia Pessôa, respectivamente, da diretora regional do Senac Alagoas, Telma Ribeiro, da diretora em exercício de Programas Sociais do Sesc, Janaína Valença, do presidente do Conselho Fiscal da Federação, Manoel Baia, e do presidente do Sincofarma Alagoas, José Antonio Vieira.

15 de janeiro de 2021