6 de outubro de 2020

Sistema Fecomércio apresenta propostas do setor a candidatos à Prefeitura de Maceió

Josan Leite (Patriotas) e Alfredo Gaspar (MDB) foram os primeiros a serem recebidos pelos diretores da Fecomércio, Sesc e Senac

Com o objetivo de apresentar as demandas do setor ao futuro gestor municipal de Maceió, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio AL), iniciou hoje (6), em sua sede, uma série de encontros com os candidatos eletivos à prefeitura da capital. A iniciativa supre a ausência da tradicional Série de Entrevistas promovida pela entidade no período de eleição ao Executivo, que este ano não pôde ser realizada devido à pandemia. O candidato Josan Leite (Patriotas) foi o primeiro a ser recebido.

Após uma breve apresentação sobre a atuação do Sistema Fecomércio, Sesc, Senac Alagoas, o presidente Gilton Lima falou sobre a importância de parceria entre as casas e a prefeitura, beneficiando a sociedade. “É preciso e necessário que o gestor entenda a importância dessa parceria porque através delas, Sesc e Senac podem chegar às comunidades mais carentes”, destacou. Temas relacionados a questões tributárias, como taxas e impostos que incidem sobre a atividade empresarial, bem como a burocracia, também foram apresentadas ao candidato. “É preciso que a gestão pública tenha sensibilidade para ver os empresários como trabalhadores, como pessoas que seguram esta nação”, afirmou o vice-presidente da Federação, Valdomiro Feitosa.

 

Acompanhado pela candidata a vice, Inês Falcão, Josan Leite disse que sua primeira profissão foi a de vendedor, o que considerou ser a maior escola da vida. “A gente o tempo inteiro está vendendo. Fui fundador de umas das primeiras empresas juniores do Brasil, na Ufal, há 24 anos. Se a venda é parte da vida humana, o comércio é a base da vida de uma cidade. Todas as cidades no mundo surgiram graças às relações comerciais. Estar hoje na Fecomércio é, para mim, uma honra, porque é daqui que 80% dos empregos de nossa cidade acontecem; é daqui que vamos resgatar a capacidade empreendedora que foi aniquilada na pandemia”, afirmou.

Segundo o candidato, sem economia, comércio e indústria, não existe a sobrevivência do município. “Sem as empresas de vocês, Maceió teria quebrado”, disse ao se posicionar contra o fechamento do comércio como uma das medidas de combate à pandemia. Josan falou sobre o potencial turístico da capital que, em sua visão, é pouco explorado, apesar de ter grandes atrativos como clima e belezas naturais, que podem colocar Maceió como referência internacional. Para ele, as atuais políticas fiscais e tributárias adotadas pela ‘velha política’ acabam por dificultar o crescimento do município.

O segundo candidato a ser recebido pelos diretores da Fecomércio foi Alfredo Gaspar (MDB), no início da tarde. Acompanhado do deputado Sílvio Camelo (PV) – membro da Frente Parlamentar em Defesa do Comércio, Alfredo disse considerar o Sistema Fecomércio “parceiro no desenvolvimento da cidade, no aporte do desenvolvimento dos jovens. Isso é fundamental e também representa uma grande parcela de empregos em Maceió”. O candidato explicou que seu plano de governo é factível, baseado na capacidade de investimento da cidade, e trabalha os eixos Paz, Pessoas, Prosperidade, Cidade Sustentável e Oportunidades; o que lhe dá segurança para os desafios que surgirão, caso eleito. “O prefeito de Maceió não vai estar nas ruas defendendo posição política, mas sim para defender uma cidade que cresça e se desenvolva. Tenho minhas convicções particulares, mas quero que seja uma cidade plural, que respeite o próximo e seja uma cidade humana. Um gestor responsável que possa entregar uma cidade melhor e mais justa em oportunidades”, declarou.

Segundo Alfredo, para o desenvolvimento econômico, sua gestão irá firmar parcerias com instituições o Sistema S, gerando oportunidades de empregos. Na visão do candidato, a pandemia agravou a questão humanitária. As desigualdades não vão, talvez, aparecer esse ano tão forte por conta do auxílio emergencial, mas no próximo ano irá se agravar e muito”, ponderou. Empreendedorismo, formalidade dos negócios, impostos e taxas, revitalização do Centro e criação de espaços adequados para que os ambulantes possam negociar sem atrapalhar o comércio legalizado foram outros temas discutidos.

Propostas

A Agenda Municipal 2020 da Fecomércio foi entregue aos postulantes ao Executivo. Ao invés da impressão convencional, a entidade preparou uma página de apresentação contendo o QR Code que conduz o leitor às propostas publicadas no site da entidade (https://bit.ly/3nwbprx); uma solução pensando para prestigiar a tecnologia, a inovação e a sustentabilidade. Entre as proposições que possam vir a colaborar na futura gestão estão o fomento de novos negócios e melhorias na competitividade por meio da simplificação e redução dos custos burocráticos, a exemplo da estruturação de um serviço eficiente de atendimento e orientação para empresários, da realização de campanhas de regularização de débitos fiscais e da criação de um score dos contribuintes municipais com a outorga de benefícios aos que mantiverem uma boa pontuação; a capacitação profissional para que o empresariado local consiga melhorar suas habilidades e impulsionar seus próprios negócios; e o investimento em infraestrutura e serviços públicos, tais como planejamento urbano, meios de escoamento da produção, estradas, entre outros.

O convite para participar dos encontros com os gestores do Sistema Fecomércio está sendo feito a todos os candidatos à Prefeitura de Maceió. Os próximos encontros acontecerão terça-feira, dia 13, cuja agenda ainda está sendo definida.

Hoje estiveram presentes as diretoras regionais do Sesc, Maria Ivanilda Silva, e do Senac, Telma Ribeiro; os presidentes do Sindilojas União dos Palmares, Adeildo Sotero; do Sirecom, Arthur Guillou; e do Sincofarma AL, José Antonio Vieira; o delegado suplente do Sindilojas Penedo, Pedro Soares; o presidente do Conselho Fiscal da Fecomércio, Manoel Baía. Também participaram o superintendente da Federação, Allan Souza, e a assessora legislativa da entidade, Cláudia Pessôa.

 

Mais fotos

 

6 de outubro de 2020