1 de agosto de 2014

Instituto Fecomércio sinaliza que 51% dos filhos pretendem presentear no Dia dos Pais

Comemorado no segundo domingo de agosto, o Dia dos Pais será celebrado no próximo dia 10, quando 51% dos filhos pretendem presentear a figura paterna, conforme a pesquisa de Intenção de Compras para o Dia dos Pais, realizada pelo Instituto Fecomércio de Estudos, Pesquisas e Desenvolvimento do Estado de Alagoas (IFEPD – Fecomércio AL). Este percentual manteve-se em patamar semelhante ao registrado no ano passado (52%).
Em meio ao universo dos 45% que não irão presentear na data; 40,32% disseram não ter a quem dar o agrado; 20,97% preferem comemorar de outra forma e 13,98 % afirmaram que falta costume de presentear. Uma maior cautela no orçamento (11,83), o endividamento (8,06%) e o desemprego (2,69%) também foram apontados como motivos.
Já entre os que comprarão, a preferência será por peça de vestuário (46,96%), seguida por cintos (11,61%) e calçados (10,61%). Tablet e perfume aparecem empatados com 10,61% da preferência dos consumidores. Ainda foram citados barbeador e aparelho de cortar cabelo (7,58%), carteira (6,56%), eletro/eletrônicos (6,06%), celulares/smartphones (5,05%) e material esportivo (3,54%), dentre outros.
Na aquisição destes presentes, 28,79% dos consumidores gastarão entre R$ 51,00 e R$ 100,00; 21,21% desembolsarão entre R$ 101,00 e R$ 150,00; e 18,18% reservarão até R$ 50,00. Os valores compreendidos entre R$ 151,00 e R$ 400,00 respondem, juntos, por 24,25% das intenções. Já a faixa acima de R$ 400,00 será a estimativa de 7,58% dos entrevistados.
Para pagar essas compras, a maior parte recorrerá ao cartão de crédito: 72,73% dos entrevistados. Destes, 42,93% irão usá-lo para parcelamento; 15,15% na modalidade de ‘crédito rotativo’ e 14,65% como cartão de débito (à vista). Pagamento em dinheiro será a opção para 26,26% dos consumidores. E, assim como o registrado em pesquisas anteriores, cheque e carnê de crediário aparecem de forma quase simbólica: 0,51% cada um.
O preço (27,27%) é o principal motivo levado em consideração na hora de definir o local da compra. Em segundo lugar vêm as promoções, com 20,20% das indicações dos entrevistados. A variedade (9,60%), a recepção dos vendedores (9,09) e a qualidade dos produtos (8,58%) também são consideradas. Em relação aos locais, os shoppings serão os mais procurados (39,90%), seguidos pelo centro da cidade (27,78%), pelas lojas de rua/bairro/galerias (10,10%) e supermercados (9,09%). Comparando com a pesquisa do ano passado, houve crescimento na intenção de compras online: 7,07% este ano, enquanto em 2013 era 3,48%.
No tocante às comemorações, 77% dos entrevistados afirmaram que pretendem comemorar a data, enquanto 21% demonstraram não ter essa intenção e 6% ainda não sabiam. Boa parte das confraternizações acontecerá na própria casa (35,44%) ou na casa dos pais (30,18%). Restaurantes (18,60%), casa de parentes (9,12%) e casa de amigos (4,56%) também surgem como opções.
Perfil
No universo entrevistado, 53% eram do sexo feminino e 47% do sexo masculino. A faixa etária da maioria foi entre 35 e 44 anos (34,81%), seguida por 28,31% com idades entre 25 a 34 anos. No tocante ao nível de escolaridade, 43,38% disseram ter Ensino Médio e 40,26% têm o Superior Incompleto ou mais. Em relação à faixa de renda, 50,91% recebem entre dois a cinco salários mínimos; e 26,23%, entre cinco a dez salários mínimos. A faixa salarial acima de 10 salários responde pó 9,61% dos entrevistados.

1 de agosto de 2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *