14 de março de 2019

Empresários que integrarão a Missão à China participam de reunião preparatória

Grupo vai embarcar no dia 12 de abril para conhecer a Canton Fair e a feira de Yiwu

Os empresários alagoanos que irão embarcar no dia 12 de abril na Missão Empresarial à China liderada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio AL), em parceria com o Sebrae Alagoas, participaram nesta tarde (14), na sede da Federação, de uma reunião preparatória. O grupo visitará a primeira fase da 125ª edição da Canton Fair, maior feira multisetorial do mundo, e a feira de Yiwu, considerado o maior mercado mundial de pequenos commodities por atacado.

As orientações foram repassadas por Heitor Fiorotto, da China Trade Center. Observações como o clima e o fuso horário, já que a diferença entre Brasil e o país asiático é de 11h, e explicações gerais sobre a emissão de visto, franquia de bagagem, o uso de adaptadores de tomadas, cartões de crédito, vestimentas e a média de gastos, além das peculiaridades entre Guangzhou e Yiwu, foram alguns dos pontos abordados.

Entre as dicas, a necessidade de vacinação contra a febre amarela que, apesar de não ser exigida no momento, deve ser tomada para evitar transtornos caso haja um surto no Brasil alguns dias antes do embarque, o que impedirá a entrada na Ásia; e a compra de um chip internacional desbloqueado, já que o governo chinês bloqueia o uso de aplicativos como facebook, instagram, gmail, youtube, whatsapp, google maps e google tradutor.

Na China, a comitiva alagoana contará com o suporte da Skiway. O gestor comercial, Jean Lucas, explicou a importância dos empresários já irem com foco sobre os produtos que pretendem importar, otimizando assim a participação na feira, já que são mais de 150 mil itens, acrescentando que, para importar, além do foco são necessários valor para investir, conhecimento do mercado e, principalmente, entender o ‘time’ do negócio. Baixar o aplicativo da Canton Fair ajuda no processo.

Financiamento

Os integrantes da missão terão, caso se interessem, acesso às linhas de crédito fornecidas pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB). O superintendente da instituição em Alagoas, Pedro Hermírio, falou sobre as possibilidades de crédito. De acordo com ele, a expectativa é de novas missões sejam formadas e, para esse projeto piloto, a instituição bancária está preparada para atender ao grupo. “Toda e qualquer proposta que surja desse grupo vai ter prioridade na tramitação interna para atender a demanda em face do tempo da viagem”, pontuou citando que, além das linhas de financiamento de importação tradicionais, há o FNE Giro, exclusivos da BNB, que por uma operação que não está atrelada à burocracia da importação traz tranquilidade ao empresário que já viaja com o dinheiro na conta. O FNE Giro abrange, entre outros pontos, crédito para ressarcimento ou formação de estoque de matéria-prima e/ou insumos e prazo de até 36 meses, incluindo até três meses de carência.

14 de março de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *