17 de dezembro de 2018

Junta de Intervenção discute com a Fecomércio convenção coletiva de trabalho cidades do interior

A intenção de ambas as partes é agilizar a assinatura. Já há encontro agendado para esta semana

A Junta de Intervenção, que assumiu o Sindicato dos Empregados no Comércio de Alagoas (SECEA/AL) se reuniu na sexta-feira (14) com a diretoria da Federação do Comércio do Estado de Alagoas (Fecomércio AL) a fim de tratar sobre a Convenção Coletiva do Trabalho 2017/2018 da área inorganizada e de algumas cidades do interior.

A Junta de Intervenção foi nomeada pela 8ª Vara do Trabalho da capital para gerir o Sindicato dos Empregados do Comércio de Alagoas, no último dia 29 de novembro, por 60 dias, podendo o prazo ser prorrogado, conforme a necessidade. Os membros da Junta ficaram de retornar à diretoria da Fecomércio e o jurídico da entidade até a próxima quinta-feira (20) a fim de agilizar a homologação da convenção.

Para os comerciários de Maceió, a convenção foi homologada no último dia 6 de dezembro. Pelo novo acordo, o salário base passa de R$ 990 para R$ 1.030 a partir de primeiro de novembro. Isto significa uma correção de 4%, que corresponde ao índice de inflação de novembro de 2017 a outubro de 2018.

Representantes do setor patronal e do laboral demonstraram interesse em agilizar a convenção o mais breve possível. O membro da Junta Governativa, José Moraes Júnior, afirmou que partir de uma negociação do zero demandaria articulação política para realizar as assembleias no interior e também tempo. Segundo ele, a comissão se empenhou apenas em evitar maiores danos aos trabalhadores do comércio pela demora na homologação do acordo.

 

17 de dezembro de 2018