4 de dezembro de 2018

Alagoas ganha centro de simulador de direção

Projeto é uma iniciativa do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Alagoas

O presidente da Federação do Comércio do Estado de Alagoas (Fecomércio AL), Wilton Malta, prestigiou, ontem, a inauguração do primeiro centro compartilhado de Simuladores de Direção (Centrão); uma iniciativa do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Alagoas (SindCFC/AL). O Montado no Maceió Shopping, o espaço possui sete equipamentos que simulam a aula de direção veicular para categoria B (automóveis), obrigatória no processo de habilitação.

O projeto de compartilhamento, nesta primeira fase, possui 13 centros de formação associados, tendo como objetivo ajudar os empresários a diminuir os impactos financeiros que tornariam o negócio inviável. Todos os CFCs de Maceió poderão agendar, online, as aulas dos alunos que desejarem ter suas aulas no local.

Para o presidente do SindCFC/AL, João Batista Neto, o local veio para diminuição dos custos com os simuladores, devido as dificuldades financeiras do setor. “Diante das dificuldades que o país enfrenta, o compartilhamento de serviços tem sido uma tendência de sucesso em outros estados. No entanto, Alagoas desponta de maneira diferenciada, trazendo esse compartilhamento para uma estrutura de shopping”, disse.

No simulador, cada aluno passa por cinco aulas de 30 minutos de conteúdo didático como conceitos básicos de condução, mudança de marchas, aprendizado de circulação em avenidas e mais uma série de atividades que devem ser estudadas antes do aluno entrar em um carro de verdade. As aulas no simulador só podem ocorrer após a aprovação do aluno na prova teórica.

O uso do simulador de direção é uma questão que une tecnologia em favor de uma educação mais apropriada do condutor. Nesse sentido, ao final das aulas, é emitido um relatório para avaliação e correção dos erros vivenciados pelo aluno como excesso de velocidade, avanços de sinal vermelho, marchas em tempo incorreto, frenagem, colisão com obstáculos, saídas de estrada, pegar o sentido contrário.

Segundo João Batista, o projeto deu uma injeção de ânimo no segmento empresarial das autoescolas. A perspectiva é abrir mais dois polos de compartilhamento de simuladores no estado, um na parte alta de Maceió e outro em Arapiraca. “Iniciamos essa fase com o Centrão de Simulador e, posteriormente, incluiremos no compartilhamento a formação teórica de condutores, sendo assim, todos saem ganhando, principalmente a formação dos condutores, pontuou o presidente.

O compartilhamento se trata de uma ação inovadora que atua como aliada na busca pela melhor formação dos motoristas e, consequentemente, por um trânsito mais seguro. Dessa forma, os alunos podem, depois do uso do equipamento, identificar áreas de fraqueza e aprender as ações e reações adequadas a serem tomadas.

Fonte: Assessoria do SindCFC/AL (com adaptações).

 

 

4 de dezembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *