8 de fevereiro de 2018

Expertise da Hloft na implantação de empreendimentos hoteleiros é apresentada ao setor

A expertise da Hloft Soluções na implantação de empreendimentos hoteleiros foi apresentada, ontem (7), pelo empresário Miki Hiroshe, em reunião promovida pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio AL) com empresários e entidades representativas do setor.

A assessora da presidência, Cláudia Pessôa, disse que a iniciativa faz parte de um planejamento da entidade que, desde o ano passado, tem pensado estratégias que possibilitem aos empresários o acesso ao comércio exterior. “Desde o ano passado, iniciamos ações com foco em serviços que tragam aos empresários oportunidades nas importações e exportações. É uma visão empresarial diferenciada com foco no que o exterior tem a oferecer ao Brasil”, afirmou.

Idealizador da Hloft Soluções, o empresário Miki Hiroshe explicou que, apesar da empresa ter apenas quatro anos no mercado, a equipe tem larga experiência no segmento. A proposta de trabalhar com implantação hoteleira surgiu do empenho do empresário em apresentar soluções na área de compras e gerenciamento que fossem viáveis ao ramo hoteleiro. Para isso, a empresa atua no gerenciamento da implantação hoteleira, desde a obra civil ao final do processo, entregando o empreendimento pronto para funcionar. “E a gente percebeu que tem uma grande economia no resultado final”, observou.

A Hloft atua com fornecedores do Brasil, Ásia e Estados Unidos, comprando direto da fábrica, o que possibilita uma maior economia. “Nós temos como parceiros arquitetos de interiores especializados em hotéis. Então, quando um projeto é criado, claro que ao gosto do cliente, nós fazemos uma planilha com base no valor que ele nos diz que quer gastar. A partir de então, o projeto é feito”, disse. Quando o projeto está pronto, com a ajuda dos fornecedores, a empresa monta um apartamento modelo. “Isso é muito importante porque, a partir dele, o empresário poderá tomar sua decisão, o que mudará na proposta apresentada e no que irá investir mais”, avaliou.

Para desenvolver o projeto, após a assinatura do contrato é feita uma reunião de briefing para criar o conceito a ser estruturado. Uma vez criado o projeto, são feitos o estudo preliminar e os pedidos de protótipos, além de uma estimativa de custo total. As próximas etapas são: lançamento do projeto (pré executivo), orçamento, revisão do protótipo e do executivo, revisão final do orçamento, compras, implantação e entrega.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Alagoas (ABIH/AL), Milton Vasconcelos, gostou da proposta de implantação hoteleira, mas considerou que, para o setor alagoano, o desafio seria alinhar essa solução com as formas de financiamento. “Hoje, cerca de 80% dos empreendimentos que estão chegando são financiados com o Banco do Nordeste, que não trabalha com importação e nem financia 100%, ficando em torno de 70%. Seria bom alinhar os 30% restantes, que sem dúvida é um volume muito grande, para essa possibilidade de comprar produtos”, avaliou.

E fazer boas compras, que implicam qualidade e bom preço, é o interesse dos empresários alagoanos. “O grande foco é saber comprar. Como comprar no mercado externo e como comprar dos fornecedores locais e fortalecer o setor. A Federação traz a expertise de pessoas que trabalham nessa área. Vivemos num estado onde a economia turística está vindo com força e necessita e essa iniciativa, que é apresentar essa flexibilidade de gestão de compras e execução do projeto, atende o pleito do setor”, disse Luiz André Sarmento, da LBSN Gestão.

Durante o encontro, representantes de alguns fornecedores que atuam junto à Hloft demonstraram os diferenciais de seus produtos. Renato Marques, da Deca, apresentou as diversas linhas que podem atender aos variados projetos de design, bem como a possibilidade do empreendimento hoteleiro personalizar com sua logo itens como torneiras. Flávio Miranda, gerente de operações da LHD Indústria de Móveis, apresentou, por meio de um vídeo, o parque industrial e falou sobre o potencial de atendimento ao ramo hoteleiro. Para se ter uma ideia da capacidade de produção, a LHD (que com a linha Casa D fornece para empresas como Tok&StoK e Casas Bahias), retrofitou 780 apartamentos do Holiday In em São Paulo. Já a arquiteta Anna Ishimura, da Consuelo Jorge, demonstrou alguns projetos e explicou que, além da estrutura e mobiliário, os profissionais fazem a humanização do hotel, com as escolhas de objetos decorativos que possam criar ambientes aconchegantes e capazes de dar ao hóspede a sensação de estar em casa.

8 de fevereiro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *