13 de dezembro de 2017

Cetur reúne Conselhos e Câmaras Empresariais de Turismo e Hospitalidade das Fecomércios

O Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur) da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) reuniu as Câmaras e os Conselhos Empresariais de Turismo das Federações do Comércio nos estados, no dia 6 de dezembro, para fazer um balanço das atividades de 2017 e indicar temas de interesse a serem abordados pelo Cetur/CNC no próximo ano. Durante a reunião, foi apresentado o estudo de Indicadores de Empregabilidade do Turismo, levantamento que a CNC passa a divulgar em 2018 e que as Federações vão receber para analisar e trabalhar localmente os dados estaduais.

O presidente do Cetur/CNC, Alexandre Sampaio, abriu a reunião falando das ações encaminhadas em reunião com o ministro do Turismo realizada no dia 5 de dezembro, que tratou de temas como direitos autorais em quartos de hotéis, regulamentação das plataformas de economia colaborativa e, ainda, a aplicação da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência.

Sampaio convocou as entidades a trabalhar de forma conjunta em nova tentativa de aprovação do projeto de resolução do Senado, que pretende fixar em 12% a alíquota máxima do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do combustível de aviação. “Entendo a situação fiscal dos estados, com destaque para São Paulo, mas o projeto é de grande importância para o turismo nacional. Iremos reapresentar o projeto em 2018 e pedimos que encaminhem, nos estados, aos parlamentares que os representam”, disse.

Indicadores da Empregabilidade no Turismo

Com a intenção de retratar a evolução do mercado de trabalho nas atividades econômicas características do turismo, a Divisão Econômica (DE) da CNC desenvolveu a pesquisa de Indicadores da Empregabilidade no Turismo, com base nos dados oficiais do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. A CNC vai trabalhar com os indicadores nacionais e compartilhar os dados estaduais com as Federações e os dados nacionais com as entidades segundo os segmentos representados. A pesquisa tem previsão de ser divulgada em janeiro de 2018. A pesquisa vai considerar 67 subclasses da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE/IBGE) como atividades características do turismo. O economista Antonio Everton Junior, responsável pela pesquisa, explicou que a Divisão Econômica da CNC estará disponível para ir aos estados e ensinar como acessar as informações e gerar análises a partir delas.

Retrospectiva de 2017 e temas de interesse para 2018

A reunião continuou com um levantamento de temas de interesse a serem trabalhados em 2018 pelo Cetur da CNC. O Conselho vai analisar as prioridades indicadas pelos estados para abordar em quatro seminários que serão realizados no próximo ano.

Cada representante apresentou as ações de destaque realizadas pelos Conselhos e Câmaras em 2017, promovendo a troca de cases de sucesso entre os estados, e as novas ideias para 2018. Participaram da reunião representantes das Federações do Comércio de 17 estados: Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Fonte: CNC

13 de dezembro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *