9 de novembro de 2017

Mutirão contribui para inadimplentes colocarem a vida financeira em dia

O mutirão Fecomércio e Caixa Econômica Federal, que acontece até amanhã (10), das 9h às 16h, no auditório do Senac Poço, está contribuindo para que clientes inadimplentes da instituição bancária coloquem sua vida financeira em dia. O policial militar José Carlos dos Santos é um dos beneficiados. Na negociação, conseguiu um desconto de 60% em sua dívida no cartão de crédito e o pagamento do acordo está com vencimento para dezembro; dando tempo para ele organizar as finanças.

“A minha esposa emprestou meu cartão para uma amiga que não conseguiu quitar a conta. Na época, não quis pagar porque achei injusto pagar por algo que não era meu. Mas me arrependi. A pior coisa para o ser humano é ficar devendo”, disse José Carlos, saindo satisfeito por ter posto fim a uma dívida que se prolongava há quase 5 anos.

Outro beneficiado é o autônomo Daniel Soares. Com o acordo, vai pagar o equivalente a 34% de um empréstimo. Ele também tem uma dívida que adquiriu ao usar o limite total de seu cartão. “A necessidade quando bate é maior”, disse ao falar que boa parte as despesas da casa que divide com a mãe e a irmã é custeada por ele. “Mas agora minha irmã arrumou um emprego e vai ficar mais fácil de quitar esse débito”, afirmou.

Situações como essa são comuns entre as pessoas que procuram o mutirão. “90% da predominância é de pessoa física, com a maior parte com dívidas no cartão de crédito”, observa o gerente de atendimento de negócios, Bruno Viana.  Ele explica que o mutirão é voltado aos clientes pessoa física ou jurídica com, pelo menos, um ano de inadimplência.

Parcelas atrasadas de habitação também podem ser negociadas, exceto se forem do PAR (Programa de Arrendamento Residencial). “Não temos como negociar casos de contratos subsidiados pelo governo. Somos operadores, mas não gestores desses contratos”, explica o gerente. Entram nesse contexto, por exemplo, o FIES e os programas Minha Casa Melhor e Construcard.

Cautela

Os descontos ofertados variam em cada caso, podendo chegar até a 90% para pagamento à vista. Isso porque fatores como o valor da dívida, a existência de um acordo anterior ou o número de parcelas em aberto influenciam na proposta de acordo.

Por isso, a orientação para os interessados em quitar o débito é que se dirijam ao mutirão para saber quais as condições para seu caso em particular. “Para o devedor, desconto sobre juros e multa torna-se uma vantagem, ainda que não alcance o teto de 90% do mutirão, pois existem particularidades caso a caso. Por isso, antes de qualquer decisão de pegar dinheiro emprestado com parentes ou financeiras para quitar de forma reduzida o débito com a Caixa, é importante saber qual é a proposta do banco. Assim, terá com exatidão o valor necessário, evitando novos débitos desnecessários”, aconselha o assessor econômico da Fecomércio, Felippe Rocha.

O mutirão acontece com o apoio do Senac Alagoas.

9 de novembro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *