1 de novembro de 2017

Confiança do empresário aumenta pelo quinto mês consecutivo

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), referente a outubro, registra alta pelo quinto mês consecutivo. É a constatação da pesquisa elaborada pelo Instituto Fecomércio, em parceria com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, serviços e Turismo (CNC). O resultado é justificado pela melhora do consumo em Alagoas, a redução do endividamento da população e aumento dos postos de trabalho. Em setembro, houve a recuperação de 7.411 empregos. De junho a outubro, o ICEC cresceu 12,73%, em Maceió. Em outubro, em relação a setembro, a confiança do empresário do comércio elevou-se em 4,71%.

O assessor econômico da Fecomércio, Felippe Rocha, afirmou que a política monetária de redução dos juros (permitida pela baixa inflação no ano), trouxe sinalizações positivas para a retomada dos investimentos. No último dia 25/10, o novo corte de 0,75 p.p. coloca a Selic num patamar pré-crise, 7,5% a.a. O anúncio dos grandes bancos brasileiros é ainda melhor. Itaú e Bradesco vão repassar o corte para linha de empréstimos das pessoas físicas e empresas. O Banco do Brasil irá reduzir as taxas das linhas de crédito voltadas para aquisição de automóveis para Pessoa Física (PF) e Pessoa Jurídica (PJ) e da antecipação de recebíveis das empresas. E o Santander irá repassar nas linhas de cheque especial. “No médio prazo, a tendência é a de que a confiança dos empresários seja cada vez maior, pois garantirá a eficiência marginal do capital, ou seja, o que for investido na atividade econômica terá retorno superior a um investimento financeiro”, explicou o economista.

Em relação à expectativa sobre as condições atuais da economia, isto é, da percepção do empresário sobre o que ocorre diariamente, houve um aumento 4,39% puxado pelas Condições Atuais do Comércio traduzido pelo aumento das vendas e, na pesquisa, apontou uma alta de 8,72%.

Para o fim de ano, a alta é de 3,06%. “A melhora da economia brasileira é o principal fator que explica a animosidade. Os empresários do setor estão 5,42% mais confiantes sobre o que vem percebendo no Brasil em termos de produção, comércio nacional e internacional, e observando as mudanças em termos de juros, preços e outros fatores”, ponderou Felippe.

De acordo com o assessor da Fecomércio, o conjunto de informações repercute na intenção de investir dos empresários. Houve uma elevação de 7,42%, entre outubro e setembro. O indicativo de contratação de funcionários elevou-se em 9,18%. Já os investimentos subiram 8,39%. E os estoques dos empresários do Comércio subiram 3,88%, o que demonstra que já se preparam para o Natal.

A pesquisa sobre o ICEC foi realizada nos últimos 10 dias de setembro. Foram entrevistados 189 empresários do setor em Maceió. A pesquisa completa está disponível no site www.fecomercio-al.com.br/instituto.

1 de novembro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *