20 de julho de 2017

Entrada de estrangeiros cresce e Alagoas amplia oferta de hospedagem

Em 2016, Alagoas recebeu 72,6 mil visitantes internacionais, 22,2 mil a mais do que em 2015, segundo pesquisa do Ministério do Turismo. A entrada de turistas internacionais em Alagoas cresceu 40% em 2016, enquanto a expansão no resto do país foi em média de 5%, o que confirma o aquecimento da atividade turística no estado e coloca a capital alagoana como um dos principais destinos do país.

Para garantir estrutura para uma demanda crescente de turistas, a oferta de meios de hospedagem também vem crescendo no estado. Na capital Maceió, por exemplo, houve um aumento na oferta de 85% entre 2011 e 2016, segundo censo divulgado nesta quarta-feira (19) pelo Ministério do Turismo.

“Essa relação entre o crescimento da oferta de hospedagem com o aumento da chegada de estrangeiros em nosso estado é um indicativo forte de que os investimentos federais na infraestrutura turística de Alagoas estão surtindo efeitos bastante positivos”, afirma o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Atualmente, o estado conta com 449 estabelecimentos de hospedagem, 13,6 mil quartos e cerca de 32 mil leitos. O censo da oferta de hospedagem aponta, ainda, que Maceió ganhou 26 novos estabelecimentos nos últimos cinco anos – um incremento de 21%, percentual superior, por exemplo, aos 16% da cidade de São Paulo, destino de maior oferta do país. Com isso, o número de hotéis e similares de 129 para 157 empreendimentos e a oferta de acomodações subiu de 14,1 mil em 2011 para 17,7 mil em 2016.

Brasil – A Pesquisa de Serviços de Hospedagem (PSH), encomendado pelo Ministério do Turismo ao IBGE, mostra que o Brasil tem uma oferta de 31.299 empreendimentos hoteleiros e que houve crescimento de 71% no número de leitos nas capitais nos últimos cinco anos. No total, o país está pronto para acomodar 2,4 milhões de pessoas simultaneamente nos quartos disponíveis, sem considerar o aluguel de imóveis por temporada ou casas de parentes e amigos.

 

Fonte: Ministério do Turismo

 

20 de julho de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *