30 de setembro de 2013

Comércio inicia contratações temporárias

Já virou tradição no comércio: o último trimestre do ano se aproxima e já é hora de pensar nas contratações temporárias. Para esse ano, espera-se que pelo menos 900 vagas sejam criadas na rede varejista, mesmo número do ano passado. Segundo o presidente da Federação do Comércio do Estado de Alagoas (Fecomércio), Wilton Malta, dois fenômenos estão acontecendo na economia do Estado, que devem influenciar diretamente no surgimento de novas vagas: de um lado a crise nas usinas sucroalcooleiras e, de outro, a abertura de mais vagas com a chegada de shoppings.

“A economia alagoana, principalmente no interior, tem como base as usinas de cana-de-açúcar. Considerando que estamos finalizando o mês de setembro e algumas usinas ainda não iniciaram o processo de moagem, não absorvendo assim mão de obra, isto deve afetar a economia dos municípios, pois diminui o percentual consumidor e, por consequência, o comércio diminui a oferta de vagas temporárias”, explicou Wilton Malta.

Por outro lado, o presidente afirma que a abertura de novos shoppings, um no bairro de Cruz das Almas e outro no município de Arapiraca, surgem para suprir essa lacuna de empregos não gerados em outras cidades do interior.

E é justamente a abertura dos novos shoppings quem tem movimentado bastante as empresas de Recursos Humanos e recrutamento. De acordo com Alenilson Barbosa, diretor executivo de uma empresa de recrutamento com sete anos de atuação no mercado alagoano, o “carro da vez” quando se trata de vagas de emprego são os novos shoppings. Alenilson diz que desde junho os currículos começaram a chegar, e muita mão-de-obra já foi absorvida. Mas é realmente nos últimos três meses do ano que consegue captar mais de 70% dessas vagas.

“O varejo é o grande destaque nas contratações, mas aumentaram também as vagas para funções administrativas, afinal a empresa precisa de gente que venda, mas é necessário organizar essas vendas”, explicou Alenilson. Segundo ele, os novos centros comerciais também tem puxado empregados mais experientes de shoppings mais antigos, o que abre uma brecha para novas contratações também nesses locais.

Além disso, o presidente da Fecomércio, Wilton Malta, chama a atenção para as vagas tradicionalmente abertas no setor turístico. “O período de final de ano e a alta temporada para o verão aquecem as vendas e, para atender bem à crescente demanda, as empresas ampliam seu quadro de colaboradores”, enfatiza Wilton Malta.

E se você se interessou e está pretendendo concorrer a essas vagas, fique atento às dicas dadas por Alenilson Barbosa. “Acima de tudo é preciso ser comprometido. Muitas vezes pouca habilidade ou pouca instrução são superadas pela vontade, pelo empenho e pela perseverança”, sugere Alenilson.

Segundo ele, o perfil procurado pelas empresas mudou um pouco, porque hoje se busca um grau de experiência a mais, mais maturidade. “Antes, as empresas requisitavam pessoas com idades entre 18 e 30 anos para as vagas temporárias. Hoje essa faixa etária subiu para 35 ou 40 anos”, falou Alenilson.

Além do comprometimento nos resultados, para a Fecomércio, em geral, as características básicas esperadas pelas empresas são disponibilidade de horário, produtividade e relacionamento grupal. Embora todas elas sejam importantes, segundo a federação, vale destacar a interação em equipe para que o ambiente de trabalho seja harmônico. “Vale lembrar que, dentre os temporários, alguns conseguem ser efetivados e as empresas esperam que eles mantenham a postura profissional e a excelência no trabalho; afinal, foram efetivados a partir do bom desempenho. Infelizmente, é comum as empresas reclamarem que alguns temporários produtivos acabaram por se acomodar após a efetivação”, disse o presidente, Wilton Malta.

Com relação às vagas abertas no Centro de Maceió, o presidente da Aliança Comercial, Olinto Ozório, disse que as lojas de sapatos são as que mais contratam, seguidas das lojas de roupas. "As contratações já devem começar e a gente espera pelo menos o mesmo número de vagas preenchidas que no ano passado", frisou Olinto Ozório.

As vagas temporárias são excelentes oportunidades para o primeiro emprego ou recolocação no mercado, no caso de desempregados. Os interessados nestas vagas já podem começar a entregar os currículos. Para aumentar as chances, a pessoa deve procurar se informar sobre onde entregá-los, pois algumas empresas realizam suas próprias seleções, enquanto outras contratam agências na área de recrutamento.

Para os candidatos de plantão, vale prezar pelo cuidado na hora de mandar os currículos por e-mail. O envio deve ser feito individualmente para cada empresa. “O currículo deve ser destinado com especificações concretas, de acordo com a característica da empresa ou da vaga. Mandar o currículo para várias empresas em um único e-mail não é aconselhável”, finalizou Alenislon Barbosa.

30 de setembro de 2013