14 de janeiro de 2013

Confiança do consumidor de Maceió continua alta

Uma pesquisa realizada com 648 consumidores da capital demonstrou que o nível das expectativas econômicas continua elevado em janeiro. Desenvolvida pelo Instituto Fecomércio de Estudos, Pesquisas e Desenvolvimento (IFEPD) em parceria com o Banco do Nordeste, a pesquisa sobre o Índice de Confiança e Intenção de Compra do Consumidor de Maceió demonstra que, apesar de um ligeiro recuo em relação ao mês de dezembro, a confiança do consumidor manteve-se alta e alcançou 158 pontos.
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) varia de 0 a 200 pontos, sendo considerada expectativa positiva registros acima de 100. Sua análise considera os Índices de Situação Presente do Consumidor (ISP) e de Expectativas Futuras do Consumidor (IEF). O primeiro avalia o momento para aquisição de bens duráveis e a situação financeira atual da família do consumidor em um período de tempo de no máximo 30 dias. O segundo, mede as expectativas do consumidor para os próximos 12 meses considerando como vêem o futuro econômico do país, a situação financeira de sua família do consumidor e a situação geral no Brasil.
O ISP continuou crescendo pelo sexto mês consecutivo e alcançou os surpreendentes 154,4 pontos neste mês de janeiro de 2013, contra 152 do mês passado. Esse crescimento acabou repercutindo no bom resultado do Índice de Confiança e Intenção de Compra do Consumidor da capital. Por sua vez, o IEF apresentou uma ligeira queda no mesmo período, saindo de 163,4 pontos para 160,6.
O consultor econômico da Fecomércio/AL e professor do curso de Economia da Ufal, Fábio Guedes, analisa os dados como positivos. “Os resultados demonstram que o consumidor da capital alagoana continua muito otimista com sua situação econômica e financeira, o que denota um bom início de 2013, já que a intenção de compra está alta e os consumidores bastante confiantes”, ressalta.

Objetos de consumo
Os dados revelam que 90% dos consumidores desejam comprar algum bem de consumo durável no próximo mês, contra 83,2% captado na última pesquisa. Mais de 92,6% dos entrevistados consideram ótima ou boa a situação financeira da família em comparação a dezembro e, para os próximos 12 meses, 96,3% dos entrevistados se dizem otimistas.
Quanto à perspectiva para situação econômica do País daqui a um ano, 91,5% acham que a economia será ótima ou muito boa, contra apenas 8,6% que acreditam num clima ruim ou péssimo.
Já no tocante às intenções de compra dos consumidores da capital para este mês de janeiro, entre os produtos da lista de prioridades estão celulares (17,9%), automóveis (15,7%), televisores (13,1%), calçados (13,1%), vestuário (12,1%), computadores (10,6%), compra de imóveis (9,3%), dentre outros.
Acesse a pesquisa completa no site http://www.fecomercio-al.com.br/ifepd/

14 de janeiro de 2013