13 de setembro de 2012

População ficará sem serviços bancários a partir de terça, 18

Os bancários de Alagoas, seguindo a mobilização nacional, decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir da próxima terça-feira, dia 18. A paralisação atinge as agências de bancos públicos e privados, segundo o Sindicato dos Bancários.

A categoria já havia rejeitado a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban)- reposição de 6% nos salários e demais verbas – e diante da não apresentação de nova proposta decidiram na noite de ontem, dia 12, entrar em greve.

Além de Alagoas, bancários de São Paulo, Rio de Janeiro, de Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Campo Grande, Piauí, Mato Grosso e Campinas, dentre outros, também aprovaram greve nacional a partir da próxima terça.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários em Alagoas, Jairo França, a greve atingirá os bancos públicos e privados. “Teremos uma assembleia organizacional na segunda (17), mas a greve já está definida. Estamos hoje visitando agências em Penedo e Igreja Nova para repassar o que foi deliberado e fortalecer o movimento em Alagoas”, explicou o sindicalista.

Os bancários pleiteiam reajuste salarial de 10,25% (aumento real de 5%); Piso salarial de R$ 2.416,38; PLR de três salários mais R$ 4.961,25 fixos; Plano de Cargos e Salários para todos os bancários; Elevação para R$ 622 dos valores do auxílio-refeição, da cesta-alimentação, do auxílio-creche/babá e da 13ª cesta-alimentação, além da criação do 13º auxílio-refeição; Mais contratações, proteção contra demissões imotivadas e fim da rotatividade; Fim das metas abusivas e combate ao assédio moral; Mais segurança; Igualdade de oportunidades.

13 de setembro de 2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *